15 dezembro 2005

o seu dia

hoje eu tentei.
fingir que era um dia, o seu dia.
fingir que não dói tanto, que está superado.
mas não é verdade.
posso fugir para o fim do mundo, que sempre vou estar junto a você.
não tenho como negar: você está nos meus atos, no meu nariz quebrado, nas minhas pintas pelo corpo, nos meus dentes amarelados... na minha cabeça teimosa e no meu coração mole.
e o choro, ele vem calado no final do dia, já quase sem lágrimas, mas cheio de saudades.
saudades do que vivemos e do que não tivemos.
um dia, vou me dizer resolvida. e quem saiba neste dia faça uma festa para comemorar o seu dia.
até lá, não há nada que traduza melhor meus sentimentos por você do que esta música...

...
nem sei porque você se foi
quantas saudades eu senti
e de tristeza vou viver
e aquele adeus não pude dar

você marcou em minha vida
viveu, morreu na minha história
chego a ter medo do futuro
e da solidão que em minha porta bate

e eu...
gostava tanto de você...
gostava tanto de você...

eu corro, fujo dessa sombra
em sonho vejo este passado
e na parede do meu quarto
ainda está o seu retrato

não quero ver pra não lembrar
pensei até em me mudar
lugar qualquer que não exista

o pensamento em você ...

e eu...
gostava tanto de você...
gostava tanto de você...

2 comentários:

Lu disse...

Ai Gioooo.... :.(
Bjo querida

Phil disse...

Gorducha,
Sabe como pra mim o dia 15/12 também é dificil. Ontem só fui me dar conta da data quando iamos pra SP. E olha que no dia 14 pensei muito nele !!
Esta música que vc escreveu cutuca minha ferida. Principalmente o "aquele adeus nao pude dar".
Saiba que sempre estarei ao seu lado nos 15/12 e em todos os outros ! Te amo de paixão...de montanha...ontém ..hoje..e sempre !! Beijo